Montanhismo e suas modalidades

Popularmente o montanhismo envolve uma série de atividades. Já no contexto esportivo, é a prática de atividades em média montanha, ou seja, com até 2.500 metros de altitude. Que tal conhecer um pouco melhor as modalidades? Vem com a gente!

Escalada

Esse é um dos mais conhecidos esportes que usa as técnicas e movimentos do montanhismo. Seu objetivo é alcançar o topo de uma montanha ou de blocos e paredes artificiais. Divide-se em algumas modalidades, entre as quais estão o outdoor (prática ao ar livre) e o indoor (prática em lugares fechados). A escalada pode ser praticada em grupo ou individualmente.

As rotas para escalada que uma montanha possui são chamadas de vias e pode haver várias de níveis diferentes em uma única montanha, por exemplo. As vias mais populares costumam ter nomes específicos e forma diversos grupos. É importante conhecer o grupo (área) que você vai escalar, as vias que ela possui e o grau de dificuldade.

Rapel

É a atividade de descer montanhas, prédios, paredões, cachoeiras, penhascos, abismos, entre outros. Com uma corda e utilizando técnicas para transpor obstáculos, o rapel pode ser praticado junto com a escalada. Já que a esta é usada na subida e ele é usado na descida das montanhas.

Aqui no Brasil, o rapel chegou há cerca de 15 anos através de espeleólogos que exploram grutas, cavernas, fontes e águas subterrâneas, por exemplo. É possível durante a descida, realizar diversas manobras., desde balançar até ficar de cabeça para baixo.

O rapel exige muita força, técnica e concentração, assim como outros esportes radicais. O rapel se divide em duas modalidades:

  • Rapel positivo: quando o atleta toca a parede com os pés durante a descida.
  • Rapel negativo: quando não há contato dos pés do atleta com a parede.

Se só de ler já deu vontade de praticar aquele montanhismo? Acesse o site e compre já as companheiras perfeitas para essa aventura: Botas Vento!

freshlab